quinta-feira, 4 de agosto de 2011

PARTES DE MIM

   NALDOVELHO

   Parte de mim se alimenta de naufrágios,
   constrói abrigos em meio aos escombros,
   coleciona coisas salvadas dos estragos
   e cultiva em seu tempo caminhos de solidão.
   Outra parte reconhece um braço amigo,
   um sorriso ofertado, o carinho da amante,
   a necessidade de estar entre irmãos.

   Parte de mim gosta de viajar
   por madrugadas friorentas e desertas,
   é viciado em respirar ar orvalhado
   e tem com a lua um pacto sagrado,
   coisa de gente acostumada a ver na escuridão.
   Mas sabe também da fragilidade de sua pele,
   conhece as fraquezas de sua carne
   e tem medo de se perder pela incompreensão.

   Parte de mim tem mania de abrir atalhos,
   desafia em sua entranhas o diabo,
   só pelo prazer de vê-lo cometer heresias
   e afirma que o anjo que habita seu corpo
   tem as asas quebradas pela insurreição.
   Outra parte crê naquilo que semeia,
   colhe vivências, acumula bagagens,
   acredita na eternidade dos caminhos
   e sabe que não somos feitos de metades,
   fragmentados que somos, poeira de estrela
   pelos caminhos da imensidão.

   Inspirado no poema "Traduzir-se" de Ferreira Gullar

9 comentários:

  1. Esse poema é lindo, é um dos que eu mais gosto do seu livro. Parte de mim...é amor e a outra é razão.

    Parabéns pelas belíssimas composições poéticas.

    Querido poeta Naldo Velho, um grande abraço e feliz 2012. Paz, amor, saúde e prosperidade são os meus votos sinceros para você e toda família.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Naldo. A dualidade de nossa personalidade... somos assim para sermos completos!
    Feliz 2012 com muita inspiração!
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  3. Amigo, sempre te acompanhando, seja aqui ou lá no grupo do face. nem sempre comento aqui por falta de tempo, mas pode acreditar que seus poemas nunca passam em brancas nuvens.
    Adoro seus poemas! A forma como poetizas é muito especial e única.
    Beijos, amigo.
    Namastê!!!

    ResponderExcluir
  4. Visitar-lhe é sempre uma alegria! Ambientes poéticos me deixam à vontade e constrangido ao mesmo tempo, e nem me atrevo explicar..
    ________________________
    magno aquino

    ResponderExcluir
  5. ...parte de mim gosta de viajar por madrugadas friorentas e desertas...

    Lindo texto.
    Elaine Mello

    ResponderExcluir
  6. Belíssimo, belíssimo... bravo, amigo!

    ResponderExcluir
  7. MUITO GRATIFICANTE LER TÃO BELOS POEMAS ESTE ESTA DIVINO.Ilca Karla Santos

    ResponderExcluir
  8. O que dizer perante tantas belezas e verdades ditas em forma de poema sobre a nossa humanidade!!! Só posso aplaudir e agradecer você Poeta! Com o meu carinho e admiração...

    ResponderExcluir