sábado, 30 de julho de 2011

O ANJO QUE MORA EM MEU QUARTO

   NALDOVELHO

   O anjo que mora em meu quarto
   às vezes diz tantas coisas,
   em outras fica em silêncio...
   Quando fala ilumina o ambiente,
   quando cala permite que eu tente.

   O anjo que mora em meu quarto
   gosta de varar madrugadas,
   diz ser íntimo das águas
   e sabe a linguagem dos ventos,
   vez por outra ainda fuma um cigarro,
   e toma uma boa aguardente...
   Anjo esquisito, este, que adora cometer heresias,
   e ainda assim acredita em milagres.

   O anjo que mora em meu quarto
   tem penas de arrependimento,
   cicatrizes de escolhas erradas,
   vez por outra ainda sangra e chora
   e diz que quer ir embora,
   mas é só mais um lamento,
   pois de asas quebradas não consegue voar.



   THE ANGEL THAT LIVES IN MY ROOM
   NALDOVELHO

   The angel that lives in my room
   sometimes says many things,
   in other stands in silence ...
   When speaks illuminates the environment,
   When conceals allows me to try.

   The angel that lives in my room
   like would dawn,
   says be intimate waters
   and know the language of the winds,
   time for yet another smokes a cigarette,
   and takes a good spirits ...
   Weird, this Angel, who loves commit heresy,
   and still believes in miracles.

   The angel that lives in my room
   has feathers of repentance,
   scars of wrong choices,
   time for another still bleeds and cries
   and says he wants to go away,
   but it's just another regret,
   because of broken wings cannot fly.

   Translation for English by Marlene Nass

   L'ANGE QUI VIT DANS MA CHAMBRE
   NALDOVELHO

   L'Ange qui vit dans ma chambre
   parfois, dit beaucoup de choses,
   dans les autres peuplements en silence...
   Lorsque parle illumine l'environnement,
   Lorsque silencieux me permet d'essayer.

   L'Ange qui vit dans ma chambre
   comme l'aurait aube,
   affirme être intimes eaux
   et connaître la langue des vents,
   une cigarette, le temps pour un autre fumeur
   et prend une bonne humeur...
   Bizarre, cet ange, qui aime s'engagent hérésie,
   et encore croire aux miracles.

   L'Ange qui vit dans ma chambre
   ont des plumes de repentance,
   cicatrices de mauvais choix,
   temps pour un autre encore les fonds perdus et pleure
   et dit qu'il veut aller plus loin,
   mais c'est juste un autre regret,
   en raison des ailes brisées ne peuvent pas voler.

   Traduit en Français par Marlene Nass

8 comentários:

  1. Nossa.... que lindo...... escrevi um poema sobre um anjo de asa quebrada ha muito tempo.... ficou lindo!!! Bjus!

    ResponderExcluir
  2. Lindo, muito lindo e tem tudo a ver comigo! Há vinte e oito anos tenho um anjo que mora comigo, compartilha as alegrias e as tristezas, e não voa mais, tem asas quebradas...rsrs. Adorei poeta, forte abraço.

    ResponderExcluir
  3. Que bonito...Adorei Naldo...quantos de nós, não tem esse mesmo anjo por perto durante a noite!!!!Beijitos

    ResponderExcluir
  4. JOSE CARLOS GERALDO24 de janeiro de 2012 00:58

    A BELESA ESTA NA DOCURA DA SENSIBILIDADE DE SENTIR O ANJO Q ACOMPANHA COM ENCANTO E TRAVESSURA COM BELESA E FANTASIA COM MISTICISMO E CERTA LITURGIA SEMPRE ENCONTRO PRAZER EM LER E SENTIR SUAS CONTROVERTIDAS POESIAS !!!

    ResponderExcluir
  5. Belo poema - mais um, entre tantos, meu poeta! Parabéns. Abraços meus.

    ResponderExcluir
  6. O anjo que mora em meu quarto
    gosta de varar madrugadas,
    diz ser íntimo das águas
    e sabe a linguagem dos ventos,
    vez por outra ainda fuma um cigarro,
    e toma uma boa aguardente...
    Anjo esquisito, este, que adora cometer heresias,
    e ainda assim acredita em milagres. Amei este seu Anjo lindo.. Bem Hajas Naldo Velho!! beijinho.

    ResponderExcluir
  7. O anjo que mora em meu quarto
    gosta de varar madrugadas,
    diz ser íntimo das águas
    e sabe a linguagem dos ventos,
    vez por outra ainda fuma um cigarro,
    e toma uma boa aguardente...
    Anjo esquisito, este, que adora cometer heresias,
    e ainda assim acredita em milagres. lINDOOOOOOOOOOOOOOOO!

    ResponderExcluir