domingo, 22 de setembro de 2013

FERIDA LATENTE - POEMAS DE LUZ E SOMBRAS

   NALDOVELHO

   Nem todo o poema
   que estanca o sangue
   e cicatriza os cortes,
   cura a dor que se sente.
   Há poemas que se alimentam
   de ferida latente,
   volta e meia brota um!
   Sinal que a danada da paixão
   permanece doendo dentro da gente.




6 comentários:

  1. Gostei muito !
    Vc consegue expressar a realidade com formato de poesia.
    Isso é pura arte.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Naldo, você exprime em palavras, demasiadamente bem o que vai ao coração. Parabéns. Bjs

    ResponderExcluir
  3. É bem verdade, há feridas que continuam sangrando eternamente no coração e na inspiração. Abreijos, guida

    ResponderExcluir
  4. Há feridas que não cicatrizam nunca....

    ResponderExcluir
  5. Caramba!!!!Não vale mexer tanto com a alma da gente não!!!!!Tão pequeno e uma explosao de poesia!!
    Emilia Casas

    ResponderExcluir
  6. Poema de palavras que brotam no seu coração. Parabéns!

    ResponderExcluir